Otoplastia (Correção da Orelha em Abano)

A orelha em abano é a deformidade mais freqüentemente encontrada entre os portadores de malformações desse órgão. Em alguns casos a orelha não se desenvolve por completo, havendo casos mais raros de ausência total da orelha (agenesia auricular total). A Cirurgia Plástica dispõe de técnicas, que permitem a correção da orelha em abano ou otoplastia estética, com o objetivo de permitir que o paciente apresente orelhas com aspecto normal e sem cicatrizes visíveis.

otoplastia
otoplastia-pelo-SUS

Muitas crianças vítimas de chacotas e apelidos maldosos por apresentarem orelha em abano, chegam a apresentar sérios distúrbios de comportamento a ponto de abandonarem a escola. Para evitar que o problema se agrave, a cirurgia está indicada a partir dos 6 anos de idade, época em que a orelha apresenta características da orelha adulta.

A anestesia de escolha é a geral, podendo ser utilizada a local com sedação em crianças maiores, desde que as mesmas sejam bem informadas e cooperativas. Nos adultos utiliza-se apenas a local, com ou sem sedação. O uso de um creme anestésico aplicado no local 40 minutos antes da cirurgia elimina por completo a dor da injeção. No pós-operatório os meninos são estimulados a usar uma faixa de tenista na cabeça, cobrindo as orelhas por 3 semanas, até que se forme uma cicatriz interna capaz de manter a orelha na sua nova posição. Para as meninas é encomendada uma faixa de bailarina.

Questões Importantes

O QUE É?

Otoplastia é a cirurgia destinada a corrigir as orelhas em abano ou em asa. 

O QUE SÃO ORELHAS EM ABANO?

Denomina-se orelhas em abano ou em asa a situação onde existe um afastamento das orelhas em relação à cabeça. As orelhas estão mais abertas que o normal, dando um aspecto antiestético à pessoa. 

QUAL A IDADE IDEAL PARA OPERAR?

Motivo de constrangimento e fonte de complexos e apelidos, tal situação deve, idealmente, ser corrigida a partir dos cinco ou seis anos de idade. Quando as orelhas são corrigidas antes da criança entrar na escola, a cirurgia previne potenciais traumas psicológicos. Nos adultos, a correção deste problema traz, igualmente, muita satisfação. 

A CIRURGIA DA ORELHA EM ABANO DEIXA CICATRIZ?

A cicatriz desta cirurgia é praticamente invisível, por localizar-se atrás da orelha, no sulco formado por esta e o crânio. Além do mais, como se trata de região de pele muito fina, a própria cicatriz tende a ficar “quase imperceptível”.

QUAL O TIPO DE ANESTESIA?

Crianças: geralmente, anestesia geral. Adultos: anestesia local (ou a critério).

HÁ PERIGO NESTA OPERAÇÃO?

O perigo não é maior ou menor que aquele de se viajar de automóvel, avião ou mesmo o simples atravessar de uma rua. São riscos do quotidiano, os quais estamos acostumados a enfrentar.

HÁ DOR NO PÓS-OPERATÓRIO?

Geralmente não. Quando houver a intercorrência de discreta dor, poderemos combatê-la com analgésicos comuns.

COMO É O CURATIVO?

Nos primeiros dias, geralmente usa-s o que costumamos chamar de “capacete”, em seguida, retiramos e utilizamos apenas uma faixa do tipo “tenista” ou “bailarina”, a fim de evitar traumatismos locais.

EM QUANTO TEMPO SE ATINGIRÁ O RESULTADO DEFINITIVO?

Assim que se retira o curativo já teremos em torno de 80 % do resultado almejado. Após 12 semanas, o resultado será definitivo.

NÃO HÁ O RISCO DE “VOLTAR O PROBLEMA DO ABANO” APÓS A CIRURGIA?

Desde que devidamente conduzida a cirurgia, o resultado será definitivo. No entanto, existe uma pequena porcentagem dos casos em que pode ocorrera recidiva do abano. Convém salientar que uma leve assimetria sempre ficará, pois, mesmo as pessoas não operadas e que tenham orelhas normais, não apresentam simetria absoluta.

O PÓS-OPERATÓRIO É DOLORIDO?

Não há dor após a cirurgia.

COMO É O CURATIVO? QUANDO PODEREI LAVAR O CABELO

Durante dois dias mantêm-se um curativo com ataduras elásticas formando um capacete ao redor da cabeça. Após, é possível lavar os cabelos e molhar as orelhas normalmente, não sendo mais necessários curativos durante o dia. Para dormir, uma touca ou meia de nylon deve ser colocada na cabeça, evitando que as orelhas dobrem durante o sono.

POSSO ME EXPOR AO SOL?

Uma vez que as incisões são localizadas atrás das orelhas, não há impedimento em se expor ao sol. 

QUANDO PODEREI VOLTAR À GINÁSTICA, TRABALHO OU ESCOLA?

Desde que haja cuidado em não traumatizar as orelhas, a partir do segundo dia é possível retornar à escola ou trabalho. Em um mês, as atividades físicas estão liberadas. 

COMO É O RESULTADO?

Os resultados costumam ser naturais, trazendo harmonia facial e, principalmente, importante benefício emocional ao paciente.